Sexta-feira, 18.06.10

...

 

Concurso de Fotografia “Energia(s)

Foram apresentadas a concurso 56 fotografias realizadas pelos alunos do 1º Ciclo e Pré-Escolar, com a colaboração dos pais e Encarregados de educação, integrados no desenvolvimento dos projectos “Ciência na Escola”, Prémio Ilídio Pinho.

Os Alunos e respectivos encarregados de Educação, através das suas escolas e jardins-de-infância, responderam com interesse a esta iniciativa mostrando com criatividade a sua perspectiva sobre a temática.

As fotografias foram seleccionadas pelo júri do concurso e as escolas que os alunos premiados frequentam serão contempladas com os seguintes prémios:

Os primeiros classificados do 1º e 2º escalão

  • Um kit Educativo - Energia solar e eólica

Os segundos e terceiros classificados do 1º e 2º escalão obtêm, respectivamente:

  • 1 carregador de Pilhas a energia solar
  • 1 motor e uma célula solar

 

Os prémios serão entregues às escolas e jardins pelos respectivos coordenadores do Departamento.

 

Fotografias premiadas no Concurso de Fotografia

1º Ciclo

1.º prémio: Pedro Alves Baptista, E.B.1 Aldeia de Joanes - “Energia do começo”;

2.º prémio:Matilde Martinho, E.B.1 Alpedrinha - “Pensar em energias é ser burro? Não! É ter ideias luminosas!”

3.º prémio: Eva Bernardo, E.B.1 -  Tílias“Energia Vital”

 

 

Pré-Escolar:

1.º prémio:  Laura João Pires, J.I. Fundão – Sala 17 - “O Sopro e o Vento - Energia em Movimento”.

2.º prémio: João Afonso Félix, J.I. Fundão - Sala 16 - “Antigo Lagar no Alcaide”

3.º prémio: Afonso Batista Pinto, J.I. Fundão – Sala 17 - “A flor do Vento”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por K7 às 15:41 link do post | comentar | favorito | partilhar
Quarta-feira, 16.06.10

O Prémio!

Soubemos já que o Projecto "Aprender com Energia(s), Renovar é Aprender", desenvolvido pelo Departamento do Pré-Escolar ganhou uma Menção Honrosa!

Pena não termos mais prémios... mas há que dar uns enormes PARABÉNS aos nossos mais  pequenitos, às colegas Educadoras e à Coordenadora Isabel Santareno.

Assistimos ao esforço desenvolvido e sem dúvida que a Menção só peca por defeito!

Para os outros dois projectos fica o registo da experiência obtida, que será muito útil em futuras iniciativas, em que procuraremos estar presentes, com a certeza de podermos fazer melhor, sempre.

 

 

 

file:///C:/Users/Utilizador/Desktop/watch.htm

publicado por K7 às 14:50 link do post | comentar | favorito | partilhar

As fitas dos Projectos

 

publicado por K7 às 14:48 link do post | comentar | favorito | partilhar
Sexta-feira, 04.06.10

Os sonhos tornados realidade

Chegaram, a pouco e pouco, as concretizações dos projectos; uns mais simples, outros mais rebuscados, uns com mais rigor, outros com mais imaginação, foram sendo apresentados ao mundo.

E foi na Mostra da Ciência do Fundão que, pela primeira vez se juntaram. E deram testemunho do empenho de muita gente na concretização de algo sonhado.

Os visitantes, que foram muitos, não se limitaram a olhar e ver, com olhos de ver! Não! quiseram tocar e ver como foram construídos os carrinhos, as maquetas.

Quiseram ver como funcionavam os carrinhos, um barquinho - o Carvalhal!-, um carrossel...

O nosso conhecido Vereado Paulo Fernandes confessava levar nos olhos a maqueta da serra da Gardunha e não só!

Foram dois dias cansativos mas recompensadores da teimosia de muitos. O desafio ainda continua, ainda há tempo - pouco, é certo- para mais alguma ideia ser concretizada antes do final deste ano lectivo. para já estamos de parabéns, conforme foi referido pela entidades oficiais ao passarem junto de nós, no dia da abertura.

E podemos sentir-nos orgulhosos de conseguirmos unir todas as escolas num desígnio comum, apesar das distâncias que nos separam. Haja, da próxima vez, mais algum tempo e outros recursos e teremos melhores resultados ainda, estamos certos.

 

 

publicado por K7 às 17:00 link do post | comentar | favorito | partilhar

Pelo sonho é que vamos...

Após as sessões de itinerância, as turmas ficaram com o desafio de elaborarem um projecto que fosse exequível; depois, na sua concretização/construção, poderiam recorrer a elementos da comunidade, aos pais e familiares e aos próprios professores envolvidos, fossem eles os titulares de turma fossem os responsáveis pelos projectos.

Os projectos foram chegando às coordenações; foram então entregues alguns recursos materiais necessários que não podiam ser encontrados através da reutilização, caso de placas fotovoltaicas e motores eléctricos para com elas funcionarem.

 

publicado por K7 às 16:15 link do post | comentar | favorito | partilhar

arquivos

links

arquivos

favoritos

DIA DA CRIANÇA

links

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro